terça-feira, 7 de setembro de 2010

ELES in RIO (2010)

                                      ELE NÃO:

NÃO tem como fazer um comentário fidedigno do RIO DE JANEIRO num blog de postagens breves.

Mesmo assim topamos essa árdua tarefa de em poucas linhas fazer um apanhado geral de nossas sensações sobre a afamada Cidade Maravilhosa.

Escrevo esse post ainda em território carioca, então, ainda sob influencia desse jeito mais ‘relaxxxx’ de levar a vida.

Desisto de não ser repetitivo. Como falar do Rio sem falar das praias deslumbrantes, da natureza pungente, do pão de açúcar, do Cristo Redentor? Não consegui ser original, não preciso ser original, eu estou aqui para ratificar a opinião de milhares de pessoas.

Só não curti o ‘atendimento’ em geral, nos restaurantes, nos taxis, nos botecos... Bah, isso deixou muito a desejar. Inversamente proporcional é a atenção das pessoas nas ruas, essas sim se aproximaram da ideia que eu tinha sobre a receptividade carioca.

Destaque especial: me encantei pela noite displicente da LAPA.

Uma pena é ver tudo isso meio depressa, era só um feriadão! Acabei subaproveitado quase tudo pela falta de tempo, fiquei com a certeza que poderia ter me divertido muito, muito mais na noite, nas praias, nos botecos. Encontrei um Rio muito mais bossa nova do que funkeiro, e gostei disso.

Violência? Sei que existe, não sou alienado as noticias, mas sinceramente, não vi nada, não senti o clima tenso, não poderei ajudar nesse quesito. Se era para ser esse o ponto negativo, felizmente passei longe. (Ah! Talvez por que não subi o morro para ver o funk.)

Agora em menos de duas horas cruzando o céu vou estar de volta a minha terra. São maneiras absolutamente diferentes de encarar a vida. Não me arrisco apontar certo ou errado, mas certamente muito diferentes os estilos de viver.

Um balanço final é o esperado, o Rio é mesmo uma CIDADE MARAVILHOSA.

                                      ELA SIM:

SIM, vou cantar incansavelmente que o “Rio é a cidade maravilhosa, cheia de encantos mil...”
E poderia dizer o contrário?

Minha aparição por tal maravilha foi em Janeiro deste ano e digo-lhes que eu não tenho nada a reclamar.

Hospitalidade, carisma, vivacidade, bom humor, excelentes praias e comidas fantásticas (ai que saudade do açaí do Big Bi).

Tudo no Rio é propício pra nos fazer perder a noção do tempo.

Passei uma semana tão distante do estress do meu dia a dia que, por muitas vezes, eu esquecia de olhar as horas.

Acordava cedo pra curtir todo o sol que meu corpo pudesse aspirar.

Já de cara, na primeira noite, fomos, minha amiga (Priscila) e eu no Zo Zo.

Música ao vivo, comida gostosa e gente bonita (Ziraldo estava comemorando seu aniversario naquela noite).

A cada dia uma descoberta e muitos amigos sendo feitos.

Cristo Redentor é inacreditavelmente lindo.

Pão de Açúcar é tão doce quanto o nome.

Praias exuberantes com uma gente bonita de dar inveja.

E o baile funk? Muuuuito bom.

Guardo do Rio todas as pessoas que conheci e que sigo mantendo contato.

Assim como guardo o clima, a simplicidade na maneira das pessoas viverem; os lugares encantadores e cheios de história; o sotaque chiado que me encanta e a saudade de viver tudo isso, de novo.

ATÉ SEMANA QUE VEM!!

13 comentários:

Dani Brito disse...

Eu tenho muita vontade de ir pro Rio mas a negada me põe medo dizendo que se eu for pra praia não é bom levar maquina porque tem mto arrastão e bla bla bla... mas um dia eu vou!
Não pude deixar de notar: João, pegou um bronze né? rs
Brincadeira.

Beijokas

Anônimo disse...

Que xiques q estão esses meus amiguxos...amu vcs! Na próxima visita a cidade maravilhosa...quero ir junto!!!heheheh!Bjux!
By Lilian

Diego Camargo Borba disse...

Não vou opinar porque não fui. (ai que invejinha...)

Carol X. disse...

Fui ao Rio há bastante tempo...tenho tanta vontade de voltar lá! Mas qdo fui, achei lindo...e normal ver gente famosa pelas ruas! Nós daqui é que ficamos deslumbrados! hahahahahaha...
bjs

Marcio Nicolau disse...

"...O Rio é uma cidade de cidades misturadas..."

Tiburciana disse...

Mesmo sendo PAULISTA ou seja o correto seria odiar os cariocas, mas tenho muitos amigos la feitos na minhas idas a solo carioca a trabalho e que com o tempo se tornaram visitas aos amigos.
AMO O RIO
Fica uma dica podendo desçam ate a regiÃOo dos lagos cabo frio e buzios vale muito a pena conhecer
bjosss

Amélia disse...

Não conheço o Rio de Janeiro, AINDA... mas acredito nos depoimentos dos meus queridos e talvez esse seja meu próximo destino depois de SALVADOR!!!!! Tô em contagem regressiva, ai ai, rrsrssrsrsrsrsr
Bjinhos!

Léia.. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Léia.. disse...

Acho que agora podemos ir os três juntos né??? ahahah
Queridos amigos, eu assim como vocês adorei conhecer o Rio, é uma cidade linda, cheia de lugares maravilhosos, uma beleza sem igual...
Mas concordo com o Joao, as pessoas não tem muita educação para tratar os turistas, acho bom melhorar isso heim, olha a copa!!!
No mais foi uma viagem cheia de muitas emoções(risos)inesquecivel mesmo...
Claro que eu pretendo voltar lá né....
Bjos

Lèia....
http://marileas.blogspot.com/

Fernando disse...

De algumas cidades que conheço, o RJ, além de Porto Alegre, seria uma cidade que habitaria. O melhor pra mim, foi conhecer cariocas. Acho que se vive mais (na acepção da palavra "viver"). De que adianta ralar trabalhando e estudando a vida toda se não vivemos?! O RJ me pareceu assim (mas claro, essa pode ser uma visão de turista). Além disso, pra quem gosta da vida em preto e branco (com eu), reviver fotos de Tom, Vinícius, Chico...é uma maravilha. Sair caminhando e em cada franquia do "Garota de Ipanema" se deliciar com um chopp e o astral, um doce na Confeitaria Colombo! Credo. Ainda bem que hoje é sexta...e vai rolar a festa!!! Bjos.

Rute disse...

Concordo com os dois, realmente o Rio de Janeiro é uma cidade maravilhosa e linda.Aproveitei o feriado prolongado de sete de setembro para conhecer. Fiquei realmente encantada com tudo que vi por lá. Pão de açucar, bondinho, Cristo Praias, Copacabana, Leblon,Ipanema
Praia do recreio,Lagoa Rodrigues de Freitas, a Lapa, etc.. Tive oportunidade de ir a Petropólis enfim a cidade é violenta, mas se em todo lugar que fomos pensarmos em violência não divertiremos e jamais sairemos de casa.

Parabéns pelo blog de vcs, gostei!
Beijos aos dois!

António Rosa disse...

João e Ana,

«Como falar do Rio sem falar...»

Foi exactamente assim que senti quando, à 20 anos, atravessei o Atlântico e visitei o Rio pela primeira vez.

«Como falar do Rio sem falar...»

Lindo post.

Esse «branquinho» aí é você, João? Você contraria a ideia que se tem dos brasileiros, todos morenos do Sol. A Ana tomou mais Sol. :)))

Abraço

António

Luna disse...

adorei o blog, e pô, não conheço o rio, mas pelo menos conheci o blog né?rs

beijos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...